Micro Home

Introdução

Atualmente os espaços projetados para usos residenciais vem cada vez se mais compactando-se, seja pela falta de espaço nas grandes áreas urbanas, ou pelo alto custo de se construir em áreas afastadas dos grandes centros de produção.

Não se pode ignorar o fato também dos nossos recursos naturais estarem cada vez mais escassos, o que aumenta o custo dos materiais básicos de construção.

Por isso o projeto do Modulo Amazônia uni um design eficiente para atender um jovem casal, com o baixo custo de construção e materiais sustentáveis, criando um espaço amplo, arrojado e com múltiplos layouts que se organizam em moveis dobráveis e aproveitamento de áreas internas.

O modulo Amazônia se mostra como uma solução pratica  aos nossos problema atuais de habitação, tendo um baixo custo econômico, fácil construção e montagem no local a ser implantado, design diferenciado que atende as necessidades residenciais e sustentabilidade desde sua fabricação até o uso dos recursos naturais de seus moradores.



Memorial

O Modulo Amazônia foi concebido como uma forma sustentável de se viver e morar em locais inóspitos e com demanda de habitação social de baixo impacto ambiental.

O projeto é modulado em um grid de 3m x 4m, em estrutura de madeira laminada colada (MLC) de reflorestamento. Internamente temos dos módulos, contabilizando 24m² de área interna, para atender ao seguinte programa: sala de estar/jantar, cozinha, banheiro e dormitório.

Externamente temos 1 modulo de 3m x4m que serve como hall de entrada no mesmo nível da casa, e 1,5m abaixo do nível interno temos um deck com 3 módulos(36m²) que da acesso ao modulo via transporte marítimo.

Como forma de fechamento externo, projetamos painéis com módulos em vidro e rede protetora de mosquitos, para que deste modo possamos ter a iluminação natural e ventilação, sem ter o desconforto dos insetos.

A cobertura do modulo se da no formato de duas circunferências de raios diferentes, que ao não estarem com o mesmo raio, proporcionam uma abertura zenital que serve como “chaminé” para sugar o ar quente e realizar a troca de ventilação. O design curvo é inspirado nas tribos amazônicas, que utilizam tal técnica para fácil construção, com os elementos naturais da floresta – galhos e folhas.

Todo o mobiliário da habitação foi desenvolvido de forma a aproveitar o espaço. Na sala de estar/jantar e cozinha, a mesa de jantar é dobrável para ampliar o espaço quando não estiver sendo utilizada. A forma curva da nossa cobertura cria um vão, aonde seria instalado uma rede.

No dormitório o layout também é flexível, com redes para 2 pessoas e quando recolhidas, temos uma mesa dobrável na parede, tornando o espaço em um home office. Tirando proveito do pé direito alto, que a cobertura nos proporcionou, temos uma escada de acesso a caixa d’água e aos nichos superiores para armazenamento de utensílios e decoração.

 

Programa de Construção

O projeto tem um design diferenciando, e formado em módulos pré-fabricado, que não irão necessitar de nenhuma construção in-loco, ou seja, todas as partes poderão ser transportadas já prontas e apenas montadas no local que será implantado. Isso gera facilidade no transporte e construção da habitação.

Em termos ambientais as estratégias adotadas são: geração de energia solar, com placas fotovoltaicas instaladas nos brises, recolhimento das águas pluviais e armazenamento em cisterna, sistema de gestão de resíduos com modulo biodigestor instalado na parte inferior da casa, toda a estrutura é em madeira laminada colada (MLC) proveniente de áreas de reflorestamento com Certificação FSC (Forest Stewardship Council), o que garante o cumprimento das normas de proteção ao meio ambiente, painéis de caixilhos sem ponte térmica e todas as madeiras tratadas com verniz de base de óleos naturais sem COV.

Quanto a eficiência em termos de custo, o modulo se apresenta na faixa de U$10.000,00, valor acessível para as politicas publicas de habitação de diversos países. Tal custo foi proveniente de uma pesquisa com fornecedores de madeira e empresas certificadas que poderiam executar a fabricação deste modulo.

 

Modulo na sua versão fechada, para fácil transporte e proteção interna contra as intempéries.

Modulo na sua versão aberta, ampliando a área de cobertura e proporcionando novos espaços de permanência e uso diversificado.

Abertura zenital para efeito “chaminé”, realizando a troca do ar quente e proporcionando iluminação natural constante.

Brises com placas solares instaladas, gerando energia sustentável e autonomia da rede de energia.

Mecanismo de abertura do modulo, para ampliação da sua área externa.

Foi simulada a diferença da eficiência entre um edifício modelo e o projeto. O edifício modelo conta com caixilhos de baixa eficiência, telhado sem isolamento, alvenarias e revestimentos de baixa inércia térmica e orientação solar inadequada. A diferença de eficiência entre os dois foi comparada para se ter o tempo de amortização do custo extra de uma edificação sustentável.

Ficha Técnica

Status : Concurso

Local : Amazônia

Área Construída : 24m2

Ano : 2019

LCAC Arquitetura                                                               Rua Atuau, 127  - Pinheiros/ São Paulo                                                     (11) 3032 4822                     

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Instagram Icon