Residência Vila Leopoldina

04. Fachada Frontal Interna.jpg

Memorial:
 

Do telhado à laje jardim.

Um pequeno e estreito terreno, com uma construção em ruinas é o cenário deste projeto. Ao visitar o local ficou claro, que o ideal seria demolir a antiga construção e construir uma nova casa, ocupando de forma inteligente e racional o estreito lote na Vila Leopoldina.

Para que a casa se adaptasse ao morar contemporâneo a estrutura antiga foi demolida e foram mantidas apenas as alvenarias lindeiras ao lote, que são feitas de tijolo maciço e tinham função estrutural.

Após a demolição, o lote urbano que mede 4x24 metros foi ocupado com o novo programa que se dividiu em três níveis: térreo, superior e cobertura jardim.

No térreo a interpretação da organização espacial é clara, o diálogo entre a cozinha, sala de estar, jardim é franco, livre de fechamentos verticais.

O percurso se inicia no recuo frontal em que o paisagismo torna a chegada a casa sedutora. O acesso ao sobrado se dá a partir de porta pivotante e caixilho de correr, que quando abertos por completo propiciam a extensão da área social.

A mesa de jantar junto a cozinha e do outro lado a circulação de quem vai à área de estar, onde juntos, os ambientes possuem uma integração completa do pavimento térreo com os fundos da casa.

O jardim ao fundo, fora presenteado com uma Jabuticabeira adulta, transplantada na fase final da obra. Além de contribuir com o conforto térmico, a árvore compartilha seus frutos com os moradores.

O percurso até o pavimento superior acontece a partir da escada executada em um só lance, com um design sofisticado e degraus soltos no início, para proporcionar mais leveza.

O pavimento superior se divide entre duas suítes.

A escada se estende até a cobertura, que é acessada a partir de um hall coberto. A nova estrutura somada ao piso elevado para a passagem da infraestrutura possibilitou a instalação de um gramado com jardim e horta no mesmo nível do deck em madeira. A lavanderia e os equipamentos de infraestrutura resolvem-se em um volume que pode ser aberto ou fechado por portas metálicas perfuradas do tipo camarão.

Ficha Técnica:

Arquitetura: LCAC Arquitetura

Construção: LCAC Arquitetura

Local: Vila Leopoldina, São Paulo
 

Data de início da obra: Não iniciada

Data de conclusão: -
 

Área projetada: 140m²

08. Quintal.jpg
64-BE-AP-Arquitetura-00-TERREO.jpg
64-BE-AP-Arquitetura-00-COBERTURA.jpg
64-BE-AP-Arquitetura-00-IMPLANTACAO.jpg